Mar
23
Qui
2017

Índice de Preços da Habitação, 4T 2016, INE

Publicado
Temática
Palavras-Chave
Habitação Preços da habitação

Índice de preços da habitação aumentou 7,1% em 2016


Em 2016, o Índice de Preços da Habitação (IPHab) apresentou uma variação média anual de 7,1%. O ritmo de crescimento observado em 2016 foi superior em 4 pontos percentuais (p.p.) ao observado em 2015, verificando-se um crescimento médio dos preços dos alojamentos existentes (8,7%) superior ao dos alojamentos novos (3,3%).

No quarto trimestre de 2016, a taxa de variação homóloga do IPHab manteve-se elevada e igual à do trimestre anterior (7,6%). Tal como tem vindo a suceder desde o último trimestre de 2014, os alojamentos existentes voltaram a registar um aumento dos preços (9,2%) superior ao verificado nos alojamentos novos (3,5%).

No ano de 2016 registaram-se 127 106 transações de habitações, mais 18,5% do que em 2015, ultrapassando os 14,8 mil milhões de euros, mais 18,7% que em 2015.

  1. Índice de Preços da Habitação (100 = 2010)

Em 2016, o IPHab registou uma taxa de variação média anual de 7,1%, mais do dobro da observada em 2015 (3,1%) e a taxa mais elevada da série disponível. Ambos os segmentos de mercado apresentaram aumentos no nível médio dos preços no último ano, 8,7% no caso dos alojamentos existentes e 3,3% nos alojamentos novos. No caso dos alojamentos existentes, em 2016, observou-se uma aceleração dos preços tendo a taxa de variação sido aproximadamente o dobro da verificada em 2014 e 2015 (4,3% e 4%, respetivamente). A taxa de variação média anual dos alojamentos novos foi 1,6 p.p. superior à registada em 2015, e inferior ao máximo da série observado para 2014 (4,1%).

Nos últimos três meses de 2016, a taxa de variação homóloga do IPHab voltou a atingir os 7,6%, valor igual ao do terceiro trimestre. Este valor foi influenciado pelo comportamento dos alojamentos existentes que registaram um aumento de 9,2% (3,5% para os alojamentos novos).

Entre o terceiro e o quarto trimestre de 2016, o IPHab cresceu 1,2% (1,3% no trimestre transato), registando-se assim sete trimestres consecutivos com taxas de variação em cadeia de sinal positivo, situação inédita desde o início da presente série. Por categoria, os alojamentos existentes registaram um aumento nos preços que foi semelhante ao observado nos alojamentos novos, 1,2% e 1%, respetivamente.


Documento Emitido

Notícia(s) Relacionada(s)

Quinta-Feira, 23 março 2017 14:07

Documento(s) Relacionado(s)