Contas Regionais, 2000-2013, INE

Página criada: Quinta-feira, 18 Dezembro 2014 12:00GMT | Atualizada: Quinta-feira, 18 Dezembro 2014 13:14GMT

Comunicado de Imprensa:  18 dezembro 2014 - 1 Página(s)
Palavras-Chave:
Contas Regionais

O Instituto Nacional de Estatística procede à divulgação da nova série de Contas Regionais (CR) consistente com a nova base das Contas Nacionais Portuguesas, cujo ano de referência é 2011. Esta série incorpora as alterações metodológicas decorrentes da implementação do Sistema Europeu de Contas 2010 (SEC 2010), do novo Manual Metodológico de Contas Regionais do Eurostat e de nova informação estrutural, entre as quais os Censos 2011 e o Recenseamento Agrícola 2009.

Tendo por referência 2012, último ano para o qual se publicaram contas regionais na base anterior, o PIB foi revisto em alta em 6 das 7 Regiões NUTSII, tendo a região Norte registado a menor revisão (1,6%) e o Alentejo a maior (5,4%). A Região Autónoma da Madeira foi a única exceção, com o PIB a ser revisto em baixa 16,1%, em grande parte devido às novas regras de registo das “entidades com fins específicos” (Special Purpose Entities – SPE).

De acordo com os resultados da nova série, em 2013, as regiões do Alentejo e da Região Autónoma da Madeira apresentaram decréscimos reais mais expressivos que a média nacional, com -2,2% e -1,8% respetivamente. A região Centro, com -1,1%, registou o menor decréscimo, seguido da região Norte e da Região Autónoma dos Açores, com -1,2%. Algarve e Lisboa registaram um desempenho igual ao país (-1,4%).



Título original:  Nova série de Contas Regionais para o período 2000 a 2013