Estudos sobre Estatísticas das Empresas, 2016, INE

Página criada: Quarta-feira, 22 Novembro 2017 11:25GMT | Atualizada: Quarta-feira, 22 Novembro 2017 11:38GMT

Comunicado de Imprensa:  22 novembro 2017 - 1 Página(s)
Palavras-Chave:
Desempenho económico  Estatísticas das Empresas  Práticas de gestão

O INE promoveu um inquérito inédito junto de uma amostra de empresas, constituídas sob a forma jurídica de sociedade, que permitiram obter perto de 4 mil respostas válidas para apurar informação sobre práticas e características de gestão em 2016. Alguns dos resultados apurados foram os seguintes:
• Em 61,0% das sociedades os gestores de topo possuíam grau de licenciatura ou superior. Esta percentagem atingia 82,9% nas grandes empresas e 43,7% nas micro empresas.
• Em cerca de 70% das sociedades, o gestor de topo exercia a função em exclusividade (60,6% nas micro empresas e 78,4% nas grandes empresas).
• A quase totalidade das sociedades referiu possuir objetivos para o seu desempenho, em geral por elas considerados moderadamente ambiciosos, e cerca de 43% declarou que possuía e monitorizava indicadores de desempenho com uma frequência mensal ou trimestral.
• Menos de metade (44,9%) das sociedades referiu ter atribuído prémios de desempenho às pessoas ao serviço pelo cumprimento dos objetivos definidos para a empresa.
• Em cerca de 51% das sociedades não houve lugar a qualquer promoção de pessoal ao serviço com funções de gestão. Essa percentagem diminuiu para 44,3% no caso do pessoal ao serviço sem funções de gestão.
Combinando a informação deste inquérito com informação reportada ao INE noutras operações estatísticas, os resultados apurados indiciam a existência de uma relação significativa entre a qualidade da gestão e o desempenho económico das empresas.



Título original:  Práticas de gestão contam significativamente para o desempenho económico das empresas