Finanças públicas: Situação e condicionantes 2018-2022, CFP

Página criada: Sexta-feira, 16 Março 2018 16:10GMT | Atualizada: Sexta-feira, 16 Março 2018 16:15GMT

Comunicado de Imprensa:  16 março 2018 - 56 Página(s)
Palavras-Chave:

Em 2018, o produto gerado pela economia portuguesa deverá finalmente ultrapassar o nível
alcançado antes do desencadear da crise internacional, em 2007. Para isso beneficiou de uma
política monetária altamente expansionista, mas, face aos níveis de endividamento atingidos
e à instabilidade e quase estagnação que tinham caraterizado o período anterior à crise, tal
não dispensou a adoção de medidas importantes de correção orçamental e estrutural. Esse
ajustamento permitiu que o sector exterior voltasse a constituir o principal fator de
dinamismo da economia, com as exportações a impulsionar o investimento e a criação de
emprego, ao mesmo tempo que baixava o rácio de endividamento externo, não obstante o
aumento das importações.



Título original:  Finanças Públicas: Situação e Condicionantes 2018-2022