Síntese Execução Orçamental, janeiro 2017, DGO

Página criada: Segunda-feira, 27 Fevereiro 2017 8:54GMT | Atualizada: Segunda-feira, 27 Fevereiro 2017 9:11GMT

Comunicado de Imprensa:  27 fevereiro 2017 - 86 Página(s)
Palavras-Chave:
Administrações Públicas  Execução orçamental   Saldo orçamental

1. Síntese Global
A execução orçamental das Administrações Públicas (AP) registou, em janeiro de 2017, um excedente de
624,8 milhões de euros1, inferior em 396,8 milhões de euros ao registado em igual período de 2016.
Esta evolução resultou dos efeitos conjugados de quebra na receita (5,7%) e ligeiro acréscimo de despesa
(0,8%), tendo o saldo primário sido excedentário em 818,7 milhões de euros.
A evolução da receita reflete essecialmente um conjunto de efeitos temporários ou cujo efeito no défice em
contabilidade nacional já está refletido em 2016. Sublinhe-se o efeito contabilístico de 149 milhões de euros
de aumento receita em 2016 que resultou da tolerância de ponto de 31 de Dezembro de 2015 e efeitos
temporários no IRC e IRS (ver caixa).
A evolução da despesa reflete o acréscimo da maioria das suas componentes, destacando-se a aquisição de
bens e serviços na saúde, os subsídios e os encargos com os juros da dívida do Estado, parcialmente
compensado pelo decréscimo registado nas despesas com pessoal e com as transferências correntes.



Título original:  Síntese de Execução Orçamental janeiro 2017

Documento(s) Relacionado(s)

Notícia(s) Relacionada(s)

Segunda-Feira, 27 fevereiro 2017 8:51