Síntese Execução Orçamental, maio 2015, DGO

Página criada: Quinta-feira, 25 Junho 2015 16:00GMT | Atualizada: Quinta-feira, 25 Junho 2015 17:22GMT

Relatório:  25 junho 2015 - 70 Página(s)
Palavras-Chave:
Despesa pública  Execução Orçamental  Orçamento de Estado  Receitas Fiscais  Segurança Social

No período de janeiro a maio de 2015 o saldo das Administrações Públicas (AP), apurado na ótica da Contabilidade Pública (i.e., dos recebimentos e pagamentos) situou-se em -867,5 milhões de euros, enquanto o saldo primário registou um excedente de 2.141,8 milhões de euros. Considerando o universo comparável, o saldo global das AP registou uma deterioração face ao período homólogo de 108,2 milhões de euros, explicada pelo comportamento dos juros, já que o saldo primário melhorou 326,4 milhões de
juros. A receita total aumentou 0,7%, destacando-se o comportamento dos impostos indiretos, em particular do IVA. No que se refere à despesa, esta aumentou 1% para o que contribuiu, para além dos juros e encargos associados a dívida pública do Estado, as despesas com pessoal, refletindo o efeito da reversão parcial da redução remuneratória, a aquisição de bens e serviços (em particular de adiantamentos dos contratos-programa do SNS), bem como o investimento das EPR da Administração Central, resultado do
acréscimo dos encargos com a rede de infraestruturas viárias concessionada e subconcessionada.



Título original:  Síntese da Execução Orçamental de maio de 2015

Notícia(s) Relacionada(s)

Sexta-Feira, 26 junho 2015 8:58