Notícias

FMI lança avisos sobre riscos dos juros da dívida sem o efeito BCE

Página criada: Quarta-feira, 22 Fevereiro 2017 15:30 GMT

Palavras-Chave:
BCE  FMI   Juros da dívida

O FMI prevê que o efeito das compras do banco central seja bem menor nos próximos meses, enumerando riscos para as condições de Portugal aceder ao mercado. O Fundo nota que no final do ano passado o BCE detinha quase um terço das obrigações portuguesas. E como o banco central não flexibilizou o limite de deter mais de 33% dos títulos de um país isso levará a uma diminuição das compras mensais do banco central.

“Para Portugal, isso implica uma redução das compras mensais pelo BCE de cerca de 40% ou mais em relação a 2016”, estima a entidade liderada por Christina Lagarde no relatório sobre a quinta monitorização pós-programa, datado de 26 de Janeiro e divulgado esta quarta-feira. Em Janeiro este factor já levou a uma travagem a fundo das compras de dívida nacional, com as aquisições a ficarem no valor mais baixo desde o início do programa. Ficaram abaixo de 700 milhões de euros. E o FMI estima que no resto do ano, as aquisições se situem à volta desse valor.