Notícias

Instituto alemão critica fracasso da austeridade em Portugal

Página criada: Quarta-feira, 22 Fevereiro 2017 15:06 GMT

Palavras-Chave:
Austeridade  Consolidação Orçamental  DIW  Instituto alemão  Portugal

Os cortes por vezes “drásticos” na despesa neutralizaram os efeitos das reformas estruturais, agravando a recessão em Portugal, Espanha e Itália. Num estudo publicado esta quarta-feira, 22 de Fevereiro, o instituto de investigação económica alemão DIW conclui que a política de austeridade aplicada entre 2010 e 2014 foi “contraproducente” porque amplificou os efeitos da recessão.

Em vez de terem reduzido a dívida soberana, como se pretendia, as medidas de consolidação orçamental, por vezes “drásticas”, foram mal sucedidas e arrastaram os três países para a recessão.