Notícias

OCDE alerta: choques externos serão um desafio para Portugal

Página criada: Terça-feira, 28 Novembro 2017 10:15 GMT

Palavras-Chave:
Choques Externos  OCDE

A economia portuguesa ainda está vulnerável a impactos externos negativos. O alerta é dado esta terça-feira pela OCDE no Economic Outlook de novembro. A Organização considera que a recuperação económica ganhou “tração” em 2017graças às reformas estruturais do passado e ao reforço do consumo privado. Para 2018, até é mais otimista do que o Governo: aponta para uma subida do PIB de 2,3% face aos 2,2% esperados por Mário Centeno. Contudo, os riscos de um choque externo persistem, principalmente no setor financeiro.

“Embora a estabilidade do setor financeiro tenha aumentado durante os últimos anos, os ativos de baixa qualidade e a fraca rentabilidade [dos bancos] reduz a sua capacidade de aguentar um choque económico adverso“, assinala a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico. No capítulo dedicado a Portugal, a OCDE nota ainda que o “elevado” nível de crédito malparado e a dívida pública “elevada” fazem com que a economia “real” venha a ser “particularmente desafiada” perante um qualquer choque externo negativo.