Notícias

Salvar bancos já custou mais 14 mil milhões de euros aos contribuintes

Página criada: Sexta-feira, 22 Dezembro 2017 10:40 GMT

Temática
Palavras-Chave:
Bancos  Resgate  Tribunal de Contas  Troika

Os contribuintes portugueses tiveram encargos de 14,6 mil milhões de euros como salvamento e a ajuda à banca entre 2008 e 2016, de acordo com a informação que consta no parecer do Tribunal de Contas à Conta Geral do Estado 2016, divulgado na passada segunda-feira.

O custo líquido imputado aos contribuintes corresponde a 8% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo nota a DN. “O peso dos encargos diretos variou de ano para ano entre um mínimo de 0,1% das necessidades de financiamento da Conta Geral do Estado em 2011 e um máximo de 6,3% em 2012”, explica o tribunal.

O parecer em causa deu ainda conta de que através do Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado (PERES) foi extinta dívida no montante de 599 milhões de euros, dos quais 444 milhões de euros (74,1%) por cobrança de receita do Estado e 155 milhões de euros (25,9%) por anulação.