Excedente da balança de bens e serviços até julho fixa-se em 1 596 milhões de euros

Atualizada

Página criada: Quarta-feira, 11 Outubro 2017 16:26 GMT | Atualizada: Quarta-feira, 11 Outubro 2017 16:36 GMT

Palavras-Chave:
Exportações  Importações  Turismo

Atividade turística: Proveitos totais atingem os 428,7 milhões em julho de 2017

Nos primeiros sete meses de 2017, o excedente da balança corrente e de capital diminuiu, em relação ao período homólogo para os 685 milhões de euros. No mês de julho, as exportações e importações de bens cresceram 4,6% e 12,8%, respetivamente, o que resultou num aumento do défice da balança comercial de bens em 446 milhões de euros.

Em julho de 2017, as exportações e importações de bens cresceram, em termos homólogos, 4,6% e 12,8%, respetivamente. Excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações e as importações subiram, pela mesma ordem, 5,1% e 9,4%. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), o défice da balança comercial de bens fixou-se nos 1 057 milhões de euros em julho, o que corresponde a um aumento de 446 milhões de euros em termos homólogos.

De acordo com o Banco de Portugal, a balança de serviços apresentou um excedente de 7 886 milhões de euros até julho, o que corresponde a uma melhoria de 1 226 milhões de euros face ao período homólogo. Este excedente foi superior ao défice de 6 290 milhões de euros da balança de bens calculado por esta instituição, o que resultou num excedente da balança de bens e serviços de 1 596 milhões de euros. Este saldo representa uma diminuição de 659 milhões de euros face ao mesmo período de 2016, consequência do aumento de 11,8% das exportações de bens e serviços inferior ao crescimento de 14% das importações.

Quanto à balança de pagamentos, a balança corrente e de capital registou um saldo positivo de 280 milhões de euros nos primeiros sete meses do ano, o que corresponde a uma descida de 778 milhões de euros face ao mesmo período do ano anterior.

A atividade turística dos estabelecimentos hoteleiros registou 2,2 milhões de hóspedes e 6,9 milhões de dormidas em julho de 2017, o que corresponde a variações homólogas de 6,1% e 4,7%, respetivamente. De acordo com o INE, as dormidas de residentes aumentaram 3% e as de não residentes cresceram 5,4%. Os proveitos totais atingiram os 428,7 milhões de euros e os de aposento fixaram-se em 327,3 milhões de euros, o que significa crescimentos de 13,1% e 15,7%, respetivamente.

Quarta-Feira, 20 setembro 2017 13:49

Nos primeiros sete meses do ano, as balanças corrente e de capital apresentaram um saldo positivo de 280 milhões de euros, depois de um excedente de 1058 milhões de euros no mesmo período de 2016. Esta redução homóloga de 7...

Quinta-Feira, 14 setembro 2017 14:39

O INE acaba de revelar os principais números da atividade turística em Portugal no passado mês de julho. Neste período, a hotelaria registou 2,2 milhões de hóspedes e 6,9 milhões de dormidas em julho de 2017, correspondendo...